Idioma do site
Português

Boletim Fatos & Dados #5

3.5

Quando analisamos os últimos indicadores econômicos disponíveis, os sinais de retomada começam a despontar, sinalizando um processo gradual e moderado. Embora nosso PIB de 2017 tenha registrado crescimento de 1%, bem abaixo dos 3% previstos pelos especialistas, a produção industrial, o setor de bens de capital e o de bens de consumo dos dois primeiros meses deste ano já demonstram recuperação.

Quando analisamos os dados de março, a retomada fica mais evidente, com boas notícias como aumento no consumo somado ao quadro de inflação controlada, desde o ano passado, e mantida abaixo do centro da meta. No campo político, as eleições têm recebido todas atenções e possíveis pré-candidatos surgem, como o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que anunciou no último dia 03 sua filiação ao Movimento Democrático Brasileiro de olho em uma oportunidade para se candidatar à Presidência da República.

No mercado de trabalho, a taxa de desocupação no trimestre de dezembro a fevereiro fechou em 12,6%, aumento de 4,4% em relação ao período anterior (que registrou taxa de 12,2%). O Brasil conta atualmente com 13,1 milhões de desempregados, aumento de 550 mil pessoas em relação ao período anterior. O setor de serviços e a indústria lideram a retomada do emprego nos dois primeiros meses do ano de acordo com o Caged e ajudaram o mercado de trabalho a encerrar o bimestre com 143,1 mil novos trabalhadores formais, o melhor resultado desde 2014.

No Grupo Talenses, o balanço do primeiro trimestre de 2018 é muito positivo: crescimento de 21% no faturamento e elevação consistente nos três negócios da empresa: Talenses People That Matter, Talenses Executive, que trabalha posições C-Level, e a Mappit, a mais recente unidade de negócios, que começou a operar no último 21 de março e é destinado a contratações de profissionais em início de carreira. O Grupo Talenses pretende crescer 30% neste ano na comparação com o anterior e o otimismo tem sido motivado pelo aquecimento da economia de maneira geral, especialmente no último mês do trimestre. E isso se deve, principalmente, ao fato de que o setor de recrutamento é um dos primeiros a refletir a retomada econômica com efeito direto nas contratações.

Neste primeiro trimestre, registramos o maior volume de entrada de posições desde 2015, número que foi 16% superior ao primeiro trimestre de 2017. As principais demandas por contratações no primeiro trimestre deste ano para o Grupo Talenses se concentraram, nesta ordem, em posições em Finanças, Sales & Marketing, Engenharia e Supply Chain. Já o maior volume em middle, em Talenses People That Matter, se concentraram em posições nas seguintes áreas: planejamento financeiro – FP&A, Controles Internos, inteligência de Mercado, inovação, Produtividade, Engenharia de Processos, Melhoria Contínua e Logística.

A Talenses Executive, empresa do Grupo Talenses responsável por posições no C-Level das organizações, segue demonstrando performance muito expressiva, encerrando o primeiro trimestre com crescimento de 300%.